PJU também em Busdoor!

busdoorNa última sexta-feira, dia 30 de outubro, a imagem de um busdoor (foto) começou a circular nos grupos de WhatsApp dos servidores do PJU, causando verdadeiro frisson. Trata-se de uma ação publicitária em Brasília iniciada pela servidora do Tribunal Superior do Trabalho – TST, Luciana Marina Menezes, que decidiu dar sua contribuição ao movimento.

Preocupada com a aproximação da próxima sessão do Congresso Nacional (prevista para o dia 17/11/2015) e consciente das dificuldades financeiras dos sindicatos que representam a categoria, Luciana tomou a decisão de tirar o dinheiro do próprio bolso para arcar com os altos custos envolvidos no projeto.

Ao tomar conhecimento dessa ação, e também por ter sido citado no adesivo afixado nos ônibus,  o Fazendo Justiça entrou em contato com a servidora e vem a público esclarecer os seguintes pontos:

  • Sobre os detalhes do contrato

Ao todo, foram contratados 18 ônibus, sendo 3 zebrinhas (ônibus de pequeno porte que circulam em linhas especiais no Distrito Federal) e 15 ônibus convencionais. Os ônibus rodarão com os adesivos pelo período total de 1 mês, com início em 30/10/2015 e término em 30/11/2015.

A propaganda em cada zebrinha custou R$ 650,00 (seiscentos e cinquenta reais), perfazendo um total de R$ 1.950,00 (mil novecentos e cinquenta reais). A propaganda em cada ônibus convencional custou R$ 490,00 (quatrocentos e noventa reais), perfazendo um total de R$ 7.350,00 (sete mil trezentos e cinquenta reais). O total desembolsado por Luciana foi de R$ 9.300,00 (nove mil e trezentos reais).

  • Sobre a campanha de doação

Até as 22h53 do dia 2 de novembro de 2015, a servidora Luciana informa não ter recebido qualquer patrocínio de sindicatos ou associações. Informa também que já foram depositados em sua conta, R$ 6.627,75 (seis mil seiscentos e vinte e sete reais e setenta e cinco centavos), a título de doação de colegas por todo Brasil.

Segundo Luciana, toda a doação recebida é revertida para o pagamento da fatura referente aos 15 ônibus convencionais. A servidora explica que os 3 zebrinhas já foram pagos em arrecadações feitas por colegas do TST e pelas campanhas motivadoras em áudios e mensagens de texto nos grupos dos servidores nas redes sociais.

Assim sendo, de acordo com as informações obtidas pela equipe do Fazendo Justiça, ainda faltam R$ 722,25 (setecentos e vinte e dois reais e vinte e cinco centavos) para que a campanha de doação alcance seu objetivo. A servidora Luciana disponibiliza o celular (+55 61 8323-1001) para que interessados em doar possam obter informações sobre valores ainda pendentes e outras dúvidas sobre a ação publicitária.

Parabéns à servidora pela corajosa iniciativa. Parabéns aos servidores que divulgaram a campanha de arrecadação e aos que ajudaram a colega com as doações. A derrubada do veto fica mais próxima sempre que a categoria protagoniza momentos de força, união e criatividade como este. São iniciativas com essas em prol da derrubada do veto 26 que têm feito a diferença no movimento dos servidores do PJU.

 

O Fazendo Justiça informa que os valores doados podem variar a medida que novos depósitos forem realizados. Os valores acima indicados foram apurados às 22h53 do dia 2 de novembro de 2015. Para maiores informações e para conferir se a campanha já alcançou a meta, sugere-se entrar em contato com a servidora.

ATUALIZAÇÃO – META ALCANÇADA!

A servidora Luciana Marina Menezes informa ao Fazendo Justiça que, às 10h21 do dia 03/11/2015, a meta de doações foi alcançada. Parabéns a todos que participaram desta campanha inspiradora.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone